[ editar artigo]

Esperar não precisa ser chato

Esperar não precisa ser chato

Percebi que as crianças lutam com esse simples acontecimento do dia a dia: a espera. Todos nós precisamos esperar por algo, todos os dias, várias vezes por dia. E o que estamos comunicando para nossas crianças com nossas atitudes enquanto esperamos?

A espera é parte do meu cotidiano, no trabalho a cada dia convivo com a espera na recepção, a sala de espera é um lugar onde podemos perceber muitas coisas, mas a mais importante que tenho visto é que a vida acontece também enquanto estamos esperando! Enquanto esperamos, trocamos experiências ímpares com aqueles que estão ao nosso lado, aprendemos, ensinamos, criamos novas memórias.

Minha mãe tinha uma técnica interessante para quando viajávamos, de tornar aquelas horas maçantes de viagem de carro, horas divertidas. Contávamos os carros, os caminhões, as árvores na estrada, uma coisa simples, mas que nos distraia e ajudava muito e mesmo que ela não soubesse, era pedagógico.

Hoje em dia temos tantos recursos e acesso a tantas dicas e informações, não precisamos nos ater às "babás eletrônicas" todas as vezes que as crianças tiverem que esperar por algo. Conversem com eles, eles têm muito a dizer! Façam da espera um momento produtivo com eles, criem histórias, prestem atenção aos detalhes no lugar onde estão, parem para olhar as flores e as árvores, os prédios, o formato das nuvens. Certamente eles vão lembrar e vai facilitar o aprendizado deles de que a espera não é um tempo perdido, mas um momento importante pelo qual precisamos passar até chegar onde estamos indo!

Criançário
Grace Tomal
Grace Tomal Seguir

Trabalho com crianças desde 2008 como professora, conselheira e pastora infantil além de escrever materiais e trabalhar com treinamentos e palestras para líderes e professores. Paixões: Crianças, Livros, Música, Dança, Café, Viagem, Artes, Puzzles

Ler matéria completa
Indicados para você